Nematódeos (Nematelmintos)

Postado por Lucas quinta-feira, 31 de maio de 2012 0 comentários

Os nematódeos (também chamados de vermes cilíndricos) é considerado o grupo
de metazoários mais abundante na biosfera, com estimativa de constituírem até 80%
de todos os metazoáriosMuitas espécies são de vida livre e vivem em ambiente 
aquático ou terrestre; outras são parasitas de plantas e de animais, inclusive o 
ser humano. São animais triblásticos, protostômios, pseudocelomados. Seu corpo
cilíndrico, alongado e não segmentado exibe simetria bilateral.


Lombriga (Ascaris lumbricoides)                        Porção anterior de Ancylostoma duodenale, 
                                                                      mostrando boca com dentículos dilacerantes.

Características:
1) Possuem sistema digestivo completo, com boca e ânus (Enterozoários). E seu sistema
excretor é composto por dois canais longitudinais.
2) São Avasculares (possui sistema circulatório "ausente"). A circulação de "materiais"
necessários pelo corpo se dá através de uma cavidade corporal, um líquido e das
movimentações musculares do animal.
3) Sistema Respiratório ausente.
4) Sistema Nervoso parcialmente centralizado, com anel nervoso ao redor da faringe.
5) A maioria das espécies são Dióicas (realizam fecundação interna).

Ecologicamente são muito bem-sucedidos, sendo tal fato demonstrado pela alta
diversidade de espécies. Encontram-se em todos os habitats, terrestres, marinhos e
de água doce e chegam a ser mais numerosos que os outros animais, tanto em número
de espécies, como de indivíduos.

Algumas espécies são microscópicas, enquanto uma espécie, parasita do cachalote
pode atingir 13 metros de comprimento.

Sexos:
Geralmente têm sexos separados, e as diferenças entre o macho e a fêmea podem ser
bem nítidas, como no caso dos principais parasitas humanos. De modo geral o macho 
é menor do que a fêmea da mesma idade e sua extremidade posterior possui forma 
de gancho. Esses animais são envolvidos por uma fina e delicada película protetora,
que é bem lisa e resistente.

Sistema Circulatório:
Assim como os platelmintos, os nematelmintos são avasculares (não possuem sistema
circulatório). A cavidade corporal (o pseudoceloma) contém um líquido, e a contínua
movimentação desse líquido, propiciada pela contração da musculatura longitudinal
do corpo, permite uma relativa distribuição de materiais entre algumas partes do corpo.

Doenças Causadas por Alguns Deles:
Ancilostomíase, ascaridíase, filaríase e oxiuríase são alguns exemplos.

Glossário:

1. Metazoários
Os metazoários (do latim científico Metazoa) constituem um sub-reino que inclui todas 
as espécies animais de formas multicelulares caracterizadas por um sistema digestivo 
e camadas separadas de células que são diferenciadas em vários tecidos.

2. Triblásticos
Triblásticos são animais que possuem três tipos de tecidos: ectoderme, mesoderme 
endoderme.

3. Ectoderme
A ectoderme é a camada exterior de um embrião em desenvolvimento.

4. Mesoderme
A mesoderme consiste num folheto embrionário, situado entre a endoderme e a
ectoderme. A partir da mesoderme, por multiplicação e diferenciação celular,
originam-se, por exemplo, o esqueleto, os músculos, e os sistemas circulatórios,
excretor e reprodutor.

5. Endoderme
A endoderme é um folheto embrionário. Dela se originam, por exemplo, os órgãos
do aparelho digestivo e o revestimento interno do sistema respiratório.

6. Protostômios
Protostomia (do grego Protos, primeiro + stoma, boca) é um clado de animais com
simetria bilateral e três camadas germinativas. O nome do grupo deriva do fato que 
no desenvolvimento embrionário a boca é formada primeiro que o ânus.

7. Pseudocelomados
Pseudoceloma (do grego pseudo = falso, celoma = cavidade) é uma cavidade nos 
nematóides, onde há um sistema digestivo completo, um sistema excretor composto
por dois canais longitudinais e um sistema nervoso parcialmente centralizado.

8. Enterozoários
Possuem sistema digestivo completo, com boca e ânus.

9. Espécies Dióicas
São espécies que realizam fecundação interna.

10. Cachalote
O cachalote, é a maior das baleias com dentes bem como o maior animal com
dentes actualmente existente.

11. Ancilostomíase (Amarelão)
A ancilostomose pode ser causada tanto pelo Ancylostoma duodenale como
pelo Necatur americanus. Ambos são vermes nematelmintos de pequenas dimensões,
medindo entre 1 e 1,5 cm. A doença pode também ser conhecida popularmente
como "amarelão", "doença do jeca-tatu", "mal-da-terra", "anemia-dos-mineiros,
"opilação", etc.

As pessoas portadoras desta verminose são pálidas, com a pele amarelada, pois os
vermes vivem no intestino delgado e, com suas placas cortantes ou dentes, rasgam
as paredes intestinais, sugam o sangue e provocam hemorragias e anemia.

A pessoa se contagia ao manter contato com o solo contaminado por dejetos. As
larvas filarióides penetram ativamente através da pele (quando ingeridas, podem
penetrar através da mucosa). As larvas têm origem nos ovos eliminados pelo homem.

12. Ascaridíase (Lombriga)
É uma verminose causada por um parasita chamado Ascaris lumbricoides. É a
verminose intestinal humana mais disseminada no mundo. A contaminação acontece
ocorre quando há ingestão dos ovos infectados do parasita, que podem ser encontrados
no solo, água ou alimentos contaminados por fezes humanas. O único reservatório
é o homem. Se os ovos encontram um meio favorável, podem contaminar durante
vários anos.

13. Filaríase (Elefantíase)
A filariose ou elefantiase é a doença causada pelos parasitas nemátodes Wuchereria
bancrofti, Brugia malayi e Brugia timori, comumente chamados filária, que se alojam
nos vasos linfáticos causando linfedema. Esta doença é também conhecida como
elefantíase, devido ao aspecto de perna de elefante do paciente com esta doença.
Tem como transmissor os mosquitos dos gêneros Culex, Anopheles, Mansonia ou
Aedes, presentes nas regiões tropicais e subtropicais.

Quando o nematódeo obstrui o vaso linfático, o edema é irreversível, daí a importância
da prevenção com mosquiteiros e repelentes, além de evitar o acúmulo de águas
paradas em pneus velhos, latas, potes e outros.

14. Oxiuríase (Coceira Anal)
É uma inflamação causada pelo verme Oxyurus vermicularis (ou Enterobius
vermicularis) que se aloja no intestino grosso. Caracteriza-se por edema (inchaço),
hiperemia (vermelhidão), hiperestesia (aumento da sensibilidade dolorosa) e aumento
da temperatura local eventualmente se acompanha de diminuição funcional e na
dependência do local atingido pode passar sem que se perceba o processo.

Adaptado de Wikipédia e Só Biologia.

0 comentários:

Postar um comentário