O Neoliberalismo - Enfoque no Brasil

Postado por Lucas sexta-feira, 1 de junho de 2012 0 comentários

Resumo Geral:
O Neoliberalismo é uma releitura do Liberalismo Clássico.

Embora o termo tenha sido cunhado em 1938 pelo sociólogo e economista alemão
Alexander Rüstow, o Neoliberalismo  só ganharia efetiva aplicabilidade e
reconhecimento na segunda metade do século XX, especialmente a partir da década
de 1980.

Nesta época, houve um grande crescimento da concorrência comercial, muito em
função da supremacia que o capitalismo demonstrava conquistar sobre o sistema
socialista. Mesmo ainda no decorrer da Guerra Fria, as características do conflito
já eram muito diferenciadas das existentes nos anos imediatamente posteriores ao
fim da Segunda Guerra Mundial. A União Soviética já havia se afundado em uma
grave crise que apontava para o seu fim inevitável. Enquanto isso, o capitalismo
consolidava-se como sistema superior e desfrutava de maior liberdade para determinar
as regras do jogo econômico.

O crescimento comercial foi notório e, para enfrentar a concorrência, medidas foram
tomadas no Reino Unido e nos Estados Unidos. As principais características dessas 
medidas foram a redução dos investimentos na área social, ou seja, no que se refere 
à educação, saúde e previdência social.

Ao mesmo tempo, adotou-se como prática também a privatização das empresas 
estatais, o que se aliou a uma perda de poder dos sindicatos. Passou-se a defender 
um modelo no qual o Estado não deveria intervir em nada na economia, 
deixando-a funcionar livremente. Ou seja, considerando-se as características do
novo momento, uma releitura da forma clássica do Liberalismo.

O Neoliberalismo ganharia força e visibilidade com o Consenso de Washington,
em 1989. Na ocasião, a líder do Reino Unido, Margareth Thatcher, e o presidente
dos Estados Unidos, Ronald Reagan, propuseram os procedimentos do Neoliberalismo
para todos os países, destacando que os investimentos nas áreas sociais deveriam ser
direcionados para as empresas. Esta prática, segundo eles, seria fundamental para
movimentar a economia e, consequentemente, gerar melhores empregos e melhores salários.

No Brasil:
No Brasil, o Neoliberalismo  foi adotado abertamente nos dois governos consecutivos
do presidente Fernando Henrique Cardoso (na foto da postagem). Em seus dois
mandatos presidenciais houve várias privatizações de empresas estatais.

Muito do dinheiro arrecadado foi usado para manter a cotação da nova moeda brasileira,
o Real, equivalente a do dólar. Assim, o Brasil passou pelo mesmo processo de venda
de estatais, falências e desemprego.

Adaptado de Info Escola.

0 comentários:

Postar um comentário